01 fevereiro, 2011

Life is happiness, not always, but the mostly part of the time.



Hoje acordei sorrindo... Quase chorando de alegria, pois o sol veio me mostrar a claridade e a partir da luz, aprendi a enchergar o que nunca antes tinha visto.
A vida é bela, como uma macieira em um capo de limoeiro, doce como o vento no deserto, doce como você... minha vida é você e sabes porque? Porque me trouxe o ar que já não respirava, me trouxe de novo a luz, me mostrou mais uma vez o caminho... Tanto a aprender, tanto a falar e tão pouco tempo com você, mas talvez não seja pouco tempo como pensamos, talvez o tempo seja curto demais porque erámos nós que estavámos alí, seja curto porque o sentimento é maior que o tempo, maior que a distância, maior do que se pode guardar no peito, maior do que se pode existir em uma alma, o sentimento é tão grande que a necessidade de expressa-lo e dividi-lo com a outra pessoa, é algo insuportavel e que quando sufocado, sufoca o sufocador acuso e o mata um pouco mais a cada dia.
Viva meu amor, curta e seja feliz, mas me espere, logo mais, a qualquer momento, baterei em sua porta ás 3 da madrugada, com um sorriso no rosto e os olhos no chão, e pedirei pra entrar e me hospedar... Pra nunca mais ir embora.

.

Nenhum comentário:

Postar um comentário