22 junho, 2010

ninguém sabe




E ninguém sabe o amanhã
Apenas o que espera de um futuro bom
E ninguém sabe o amanhã
Mas é assim que tem que ser

Momentos perfeitos que não voltam mais
Será que fui eu quem fantasiou demais?

E eu ainda temo
dizer as coisas erradas
E eu ainda temo...
Acho que é tudo ou nada

Mas se for assim
Vou seguir sem ti
Mas se for pra ser
Então é pra valer

Nenhum comentário:

Postar um comentário